Thursday, April 13, 2006

Temblor



Comunidade da banda Temblor. Banda de São Paulo que tem como influencia a música latina e o heavy metal!

http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=3138193






Com o primeiro disco Thousand Hearts a banda Temblor mostra para o que veio: misturar música latina e guitarras pesadas, com um discurso social bem articulado. E para isso foi escalado um time de primeira. Na percussão, o panamenho Edwin Pitre (duas indicações ao Grammy Latino) e Adhemar Farinha (Shaaman e Terra América), e na produção Thiago Bianchi (Paul Di’anno, Wizards, Karma, Tuatha de Danann). O disco foi gravado no Via Musique Estúdios (São Paulo/Brasil) durante o verão de 2005.

O nome da banda significa Terremoto em espanhol, e está ligado diretamente à temática apresentada: um grito de denúncia que incita o ouvinte a mexer nas estruturas estabelecidas.
Filho e neto de revolucionários, o vocalista Amauri Chamorro, nasceu em Quito, Equador, trouxe, ao Brasil as referências do convívio com pessoas como Eduardo Galeano (escritor uruguaio) e Pablo Milanês (compositor cubano). O seu engajamento político e a sua musicalidade latina estão presentes nas letras e no som da banda.

Amauri convidou amigos músicos para a realização deste trabalho. O baterista Marcell Cardoso (Karma, Eduardo Ardanuy, Landau), o baixista Ricardo Strani, o guitarrista Marcelo Cortez (ex Rodox) e o violonista/guitarrista experiente Sergio Gorini que já acompanhou importantes músicos brasileiros em programas como Ensaio, Jô Soares e Programa Livre.

O espanhol e o inglês são os idiomas do disco. As letras têm um direcionamento específico na sua linguagem narrativa. Como um roteiro de cinema temas como a luta pela terra e a história dos povos latinos são contadas nas 11 faixas do disco.

O conceito do Temblor já estremeceu a América do Sul!
A banda acaba de voltar de uma turnê promocional na Colômbia e no Equador. Nesses países, a mídia em geral reconheceu o talento deste trabalho dando destaque à banda em diversas capas de jornais importantes, revistas e TVs. Além, de ser considerada a banda do mês em diversas rádios.

Ainda em 2006, o Temblor segue com suas turnês promocionais em outros países vizinhos e já está agendando shows por todo o Continente Latino.

A banda faz parte do cast da nova gravadora Trinity DC junto com Dr. Sin e Hard Rocket. Assim a banda dá o primeiro passo em direção ao seu objetivo: apresentar ao mundo um som rebuscado, inteligente, latino e pesado.




1- O speed zine fez um ano em Fevereiro, como
vê este tipo de midia ?
r : É fantástica. É como a música independente. Ela funciona aparte do resto dos veículos de comunicação. Eu já trabalhei num grande veículo e sei que eles olham com respeito o trabalho de zines como o Speed. Se o trabalho é sério ele crescerá ao ponto de se transformar num grande veículo. Pra nós bandas é indispensável o contato com público através de você. Principalmente pre Temblor


2- Qual é a formação atual?
r : Amauri Chamorro-vocal/violão, Sergio Gorini-guitarra/violão, Marcelo Cortez- guitarra/violão,Ricardo Strani-baixos, Marcell Cardoso-Bateria e agora está para confirmarmos um percussionista oficialmente na banda.

3- Defina o que é uma banda ?
r: Para mim, uma banda é mais do que pessoas tocando algo em comum. Para mim, uma banda é a forma de expressar as minhas idéias. O conteúdo do discurso do Temblor é mais importante do que a música. Eu acho que somos muito felizes por fazermos o que gostamos. Muita gente espera viver disso. Nós queremos ir além.

4- Quais influencias da banda?
r: Bom, muita coisa: Rubén Blades, Mercedes Sosa, Pablo Milanês, Sepultura, Pain of Salvation...

5- O que é preciso para ter sucesso?
r: Depende o tipo de sucesso você quer. Dinheiro? Reconhecimento? Ainda não temos nenhum dos dois. Por isso, não saberia te dizer. Mas uma coisa eu posso afirmar, para qualquer uma dessas duas é preciso perseverança, know-how e apoio das pessoas que você ama. Aí sim, pode ser que você possa dar um passo nessa direção.

6- Quais os projetos para 2006?
r: Tocar no máximo de lugares para promover o Temblor. Logo após, começar a compor o segundo disco. Estou mais ansioso pra escrever o novo disco, do que fazer shows.

7- Qual nos conte uma aventura da banda?
r: Nossa, tenho até vergonha....

8- O Rock ainda é uma filosofia de vida
ou esta manipulado pele midia ? e como vc vê o Rock nacional?
r: Filosofia de vida.... deixa eu pensar... Andar de preto, deixar o cabelo crescer... bom, se isso é uma filosofia, então o mundo está cheio de filósofos (Risos). É só ir na Galeria do Rock em sampa.... Está sempre cheia. As pessoas ainda discutem sobre, discos, músicos, letras, estilos... É uma meta-filosofia. Mas não é algo que fuja ainda desse meio. Por isso o Temblor. Através do Rock, queremos expandir para lugares que ainda não foram pisados.


Rock nacional... Já foi muito bom. O mainstream do Rock nacional é um lixo. Só o Rappa (q eu sou fã incindicional) se salva. Mas o movimento underground está repleto de bandas fantásticas... só que não já espaço para que sejam promovidas.


9- Onde tocaram e qual foi a reação do
publico?
r: Com está formação, e com o disco lançado, vamos estrear agora em maio. Será muito legal, tocaremos com o Pavilhão 9. Será de arrasar, ta afim?

10- Porque Temblor?
r: Temblor em espanhol quer dizer terremoto. Em espanhol pq a banda toca música latina. Terremoto, pq queremos ser um epicentro cultural, ideológico.


11- Deixe alguma mensagem para quem
esta formando ou pensando
em formar uma banda de rock?
r: A primeira coisa é saber se a banda quer ser de fim de semana, ou a sua vida. Saber separar as duas coisas é o primeiro passo. Se vc escolheu a segunda, muito cuidado. Ela definirá a sua vida pessoal e profissional. Vc irá gastar muito dinheiro, vai quebrar a cara, ouvir idiotices, vc vai c arrepender. Mas no momento em que você ouve que alguém te admira pelo teu trabalho, e isso acrescentou algo na vida dela, compensa todo o resto.


12- Reconsiderações finai?
r: Obrigado pelo espaço. Quero parabenizar a iniciativa. Nós nos espelhamos nessas ações corajosas de fazer algo independente, algo que nade contra a maré. Espero que a gente se cruze bastante por estas estradas malucas. Beijo no coração de todos.


Já nas bancas de todo Brasil, a revista ROCK LIFE com entrevista exclusiva com o TEMBLOR. Não percam!!!!!

www.rocklife.com.br





Website oficial
www.temblor.com.br


...

Featured Post

Cáscara Sagrada Activity Statistics

Banda Cáscara Sagrada ...